Polícia detém mais cinco pessoas após decapitação de professor - Plataforma Media

Polícia detém mais cinco pessoas após decapitação de professor

Mais cinco pessoas foram presas, este sábado de madrugada, na investigação à decapitação de um professor de História, perto de uma faculdade, nos subúrbios de Paris, num total de nove detenções.

Entre as cinco pessoas agora detidas estão os pais de um estudante do colégio de Bois d’Aulne, em Conflans-Sainte-Honorine, arredores da capital do país, onde a vítima trabalhava. Estas pessoas tiveram uma discussão com o professor sobre caricaturas de Maomé que o docente tinha mostrado na aula.

Estas cinco detenções juntam-se às outras quatro já ocorridas em Evreux (noroeste), incluindo um menor, do círculo familiar do suspeito.

A identidade do agressor, no qual foi encontrado um documento de identificação, também foi confirmada pelos investigadores, segundo fonte judicial, e trata-se de um russo checheno de 18 anos, nascido em Moscovo, sem antecedentes criminais.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoPolítica

França abre perseguição a movimentos islâmicos depois de decapitação de professor

MundoSociedade

França em choque com decapitação de professor que mostrou caricaturas de Maomé na aula

DesportoMundo

Futebol francês é abalado por acusações de cultura tóxica

MundoPolítica

Emmanuel Macron anuncia recolher obrigatório em várias cidades francesas

Assine nossa Newsletter