Vaticano posiciona-se contra uso político da Igreja para explicar recusa a Pompeo - Plataforma Media

Vaticano posiciona-se contra uso político da Igreja para explicar recusa a Pompeo

O Vaticano informou, nesta quarta-feira (30), que recusou o pedido do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, por uma audiência com o papa Francisco e acusou a autoridade americana de tentar arrastar a Igreja Católica para a o contexto político das eleições presidenciais dos EUA.

Os dois principais diplomatas do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, e o arcebispo Paul Gallagher, ministro das Relações Exteriores, disseram que o pontífice não quis se encontrar com Pompeo porque evita se reunir com políticos antes de eleições.

“Sim, ele pediu. Mas o papa já havia dito claramente que figuras políticas não são recebidas em períodos eleitorais. Essa é a razão”, disse Parolin.

Nos últimos dias, o americano tem apelado à “autoridade moral” da Igreja para se posicionar contra um acordo entre Vaticano e Pequim para nomear bispos católicos chineses.

“A Igreja tem uma enorme autoridade moral e queremos encorajá-la a usar essa autoridade moral para melhorar as condições dos fiéis, certamente os católicos, mas fiéis de todas as religiões dentro da China”, disse Pompeo, em entrevista à agência de notícias católica CNA.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter