"Hoje já nem preciso de ir ao ginásio" disse um dos inspetores do SEF acusado de matar ucraniano à pancada - Plataforma Media

“Hoje já nem preciso de ir ao ginásio” disse um dos inspetores do SEF acusado de matar ucraniano à pancada

Ihor Homeniuk, 40 anos, ucraniano queria trabalhar em Portugal. Segundo o Ministério Público foi morto à pancada por três inspetores do SEF no aeroporto de Lisboa

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira a acusação contra três inspetores do SEF, detidos em março passado, pela morte de um imigrante ucraniano no aeroporto de Lisboa.

Conforme o DN já tinha avançado no passado sábado, a investigação da PJ tinha concluído que os inspetores do SEF tinham matado à pancada Ihor Homeniuk, com 40 anos, casado e com dois filhos menores.

Os três inspetores estão acusados de homicídio qualificado consumado, como coautores, e pelo crime de detenção de arma proibida – o bastão que foi utilizado para espancar o ucraniano.

O MP sublinha que estes inspetores sujeitaram Ihor “a um tratamento desumano e violando gravemente os deveres inerentes às suas funções”.

Durante cerca de 20 minutos este migrante foi violentamente agredido, quando estava no chão amarrado e algemado.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Capacidade esgotada no SEF. Governo põe migrantes em cadeias e quartéis

PolíticaPortugal

PSD questiona Governo sobre situação do novo CIT de Almoçageme

PortugalSociedade

SEF disponibiliza serviço online para renovação automática do título de residência em Portugal

PortugalSociedade

Estrangeiros que entraram em Portugal sem testes foram identificados pelo SEF

Assine nossa Newsletter