"Assassino do Twitter" confessa em tribunal ter seduzido e esquartejado nove vítimas - Plataforma Media

“Assassino do Twitter” confessa em tribunal ter seduzido e esquartejado nove vítimas

Takahiro Shiraishi, 29 anos, guardava os corpos das vítimas no frigorífico. Conhecido como o “assassino do Twitter”, acusado de matar e esquartejar nove pessoas que conheceu pelas redes sociais no Japão, declarou-se culpado esta manhã num tribunal em Tóquio

O homem conhecido como o “assassino do Twitter”, acusado de matar e esquartejar nove pessoas que conheceu pelas redes sociais no Japão, se declarou culpado nesta quarta-feira em um tribunal de Tóquio.

Takahiro Shiraishi, 29 anos, acusado de guardar os corpos esquartejados de suas vítimas em geladeiras, não refutou as nove acusações de assassinato que enfrenta e afirmando que estão “todas corretas”, informou o canal público NHK.

Na manhã do Halloween de 2017, a polícia encontrou na casa de Takahiro Shiraishi nove corpos desmembrados em pelo menos 240 pedaços de ossos escondidos em geladeiras e caixas de ferramentas, polvilhados com areia para gatos para tentar escondê-los.

Shiraishi é suspeito de ter atraído vítimas entre 15 e 26 anos com tendências suicidas por meio do Twitter, alegando que ajudaria estas pessoas em seus projetos ou que morreria a seu lado.

A polícia prendeu Takahiro Shiraishi há três anos, quando investigava o desaparecimento de uma mulher de 23 anos que supostamente tuitou que desejava cometer suicídio.

Leia mais em ISTOÉ

Artigos relacionados
CulturaMundo

Johnny Depp protagoniza fotojornalista famoso no filme "Minamata"

Sociedade

O assassino que a Rússia enviou à Alemanha com "licença para matar"

ChinaMundo

Em Tóquio, secretário de estado dos EUA denuncia "atividades dissimuladas" da China

FuturoMundo

Estação Espacial faz manobra para evitar colisão com restos de foguete

Assine nossa Newsletter