Cabo Verde cobra 100 euros a viajantes por testes à covid-19 - Plataforma Media

Cabo Verde cobra 100 euros a viajantes por testes à covid-19

O Governo cabo-verdiano fixou em 100 euros o valor a cobrar pelo Serviço Público de Saúde para testes de despiste da covid-19 para passageiros com viagens internacionais, 21% abaixo do valor nos privados.

A medida consta de uma portaria conjunta dos ministérios da Saúde e da Segurança Social e das Finanças, que entrou hoje em vigor e que permanece válida durante o período de pandemia, inserindo-se na estratégia de reabertura de fronteiras que o arquipélago iniciou em agosto.

A portaria estabelece o preço fixo de 11.000 escudos (100 euros) para a realização do teste RT-PCR para a identificação do novo coronavírus, para passageiros de voos internacionais. A realização destes testes no quadro da investigação epidemiológica de novos casos, realizada pelas autoridades de saúde, não sofre alterações, pelo que os custos continuam a ser suportados pelo Estado.

Cabo Verde suspendeu desde 19 de março os voos internacionais regulares para o arquipélago, para conter a pandemia de covid-19. Contudo, desde 01 de agosto que Cabo Verde e Portugal mantêm um corredor aéreo para voos essenciais, com a obrigatoriedade de apresentação de testes negativos para covid-19 nos dois sentidos.

A Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) de Cabo Verde fixou em 14.000 escudos (127 euros) o preço máximo a cobrar pelos laboratórios do arquipélago pela realização de testes de despiste à covid-19, valor que foi contestado publicamente, nomeadamente por partidos da oposição.

Cabo Verde contava até ao final do dia 23 de setembro com um acumulado de 5.412 casos de covid-19 desde 19 de março, com registo de 54 mortos.

Related posts
MundoSociedade

Coreia do Sul avança com terceira dose da vacina nos próximos meses

MundoSociedade

OMS inclui mais dois medicamentos nas recomendações para tratamento

BrasilDesporto

Brasil-Argentina suspenso após intervenção das autoridades sanitárias

ChinaPolítica

Comissário do MNE acusa EUA de politizar vírus

Assine nossa Newsletter