UE: Tribunal de Contas alerta para riscos geopolíticos do investimento chinês - Plataforma Media

UE: Tribunal de Contas alerta para riscos geopolíticos do investimento chinês

Os investimentos por firmas estatais da China na União Europeia (UE) podem ter implicações geopolíticas, que afectam a competitividade dos países membros, indicou ontem o Tribunal de Contas Europeu, numa avaliação às oportunidades e riscos desta tendência.

Numa altura em que a UE tenta fechar um tratado de investimento com Pequim que garanta maior acesso ao mercado chinês pelas empresas europeias, os auditores europeus alertam que é necessária “mais unidade” para “lidar” com o investimento directo chinês na Europa.

Uma particularidade dos investimentos directos chineses é que são amplamente direccionados para áreas de importância estratégica: transportes e infraestruturas (29,1 por cento), tecnologias da informação e comunicação (12,4 por cento) ou energia (10 ,1 por cento). A indústria automóvel e a hotelaria e imobiliário representam 14,1 por cento e 11,2 por cento, respectivamente.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
MoçambiquePolítica

Parlamento Europeu apela a resposta à crise humanitária em Cabo Delgado

EconomiaMundo

O plano de Bruxelas para recuperar a Europa depois da pandemia

MundoPolítica

Costa em cimeira dos países do sul da UE dominada por tensão no Mediterrâneo

AngolaMundo

Angola assinala “mudanças qualitativas” na cooperação com a União Europeia

Assine nossa Newsletter