As festas VIP onde não se usa máscara - Plataforma Media

As festas VIP onde não se usa máscara

De Nova Iorque à Riviera francesa ou às ilhas gregas, a tendência VIP é realizar festas e oferecer testes de covid-19 aos convidados. Para que os eventos não obriguem ao uso de máscara. Especialistas apontam que a tendência não é totalmente segura e levanta questões éticas.

É uma tendência entre os famosos e mais ricos. Organizam festas privadas em que os convidados fazem todos testes à covid-19 para que não seja necessário usar máscaras nos convívios nas zonas onde se juntam os mais ricos ou influentes do planeta, como a Riviera francesa, Nova Iorque ou as ilhas gregas. As elites recorrem a testes de PCR ou mesmo a testes rápidos. Mas esta medida preventiva não é garantia de segurança, alertam os profissionais de saúde, além de levantar questões éticas.

No passado fim de semana, em dezenas de relatos de influencers de moda de todo o mundo, uma imagem paradisíaca foi repetida, segundo o jornal El Pais. Em jatos privados, muitas celebridades rumaram a França para comemorar o duplo aniversário do fotógrafo Dylan Don e do empresário Carl Hirschmann numa villa na Riviera Francesa. Entre os convidados, estava uma influencer espanhola Miranda Makaroff, que até é conhecida por ser anti-vacinas. “Todas as pessoas que foram convidadas passaram no cobiçado teste alguns dias antes e esta era uma área de dança segura. Dançamos muito! Precisávamos disto, para os nossos corações e almas”, postou na sua conta no Instagram.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
BrasilPolítica

Após 135 mil mortes, Bolsonaro diz que 'graças a Deus' estava no caminho certo

PortugalSociedade

Mais 849 casos: hoje é o quinto dia com mais infetados em Portugal

MundoSociedade

Coronavírus considerado tolerante ao calor, autocurável e altamente resistente aos testes de laboratório

BrasilDesporto

Rio de Janeiro anuncia regresso do público aos estádios de futebol

Assine nossa Newsletter