Rui Pinto envolve Doyen e presidente do Benfica em corrupção no Brasil -

Rui Pinto envolve Doyen e presidente do Benfica em corrupção no Brasil

Rui Pinto envolveu a empresa Promovalor de Luís Filipe Vieira num alegado esquema de corrupção para a construção de um complexo hoteleiro no Brasil, tendo como parceiro a Odebrecht, uma empresa visada no processo Lava Jato, mas também o fundo de investimento Doyen.

Foi num depoimento prestado, como testemunha, em outubro do ano passado do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), numa altura em que ainda estava em prisão preventiva no âmbito do processo pelo qual está agora a ser julgado.

De acordo com os jornais “Observador” e “Público” que avançaram com a notícia, Rui Pinto garantiu ao Ministério Público (MP) ter tido acesso a documentação comprovando alegados pagamentos de subornos para viabilizar a construção do complexo hoteleiro, situado no litoral do Recife.

A parceria envolvia o Grupo Promovalor, de Luís Filipe Vieira, e a Odebrecht, uma empresa que está a ser investigada em Portugal no âmbito na construção da Barragem do Baixo Sabor, por suspeitas de pagamento de contrapartidas de 4,6 milhões, destinados a ganhar o concurso de construção.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
DesportoPortugal

Rui Costa é candidato à presidência do Benfica

DesportoPortugal

Benfica na fase de grupos da 'Champions' feminina ao golear o Twente

DesportoPortugal

Benfica empata em Eindhoven e apura-se para a fase de grupos da 'Champions'

DesportoPortugal

Luís Filipe Vieira renunciou com duas cartas curtas e formais

Assine nossa Newsletter