No inferno usa-se máscara: visita às prisões do horror em El Salvador - Plataforma Media

No inferno usa-se máscara: visita às prisões do horror em El Salvador

Membros do gangue M-13 e de 18 outros gangues rivais de El Salvador foram colocados como sardinhas em lata em celas irrespiráveis em 3 cadeias de segurança máxima. O grotesco é que todos os presos usam máscara

Autoridades da Direção Geral das Prisões visitaram três prisões de segurança máxima salvadorenhas para verificar a situação dos reclusos e os riscos da Covid-19. Parecem riscos por demais evidentes. Yuri CORTEZ / AFP

O gangue MS-13 é uma referência ao nome espanhol “Mara Salvatrucha”. Está implantado na América Central, México e Estados Unidos, países onde se dedica ao tráfico de pessoas, rede de tráfico de droga e assassinatos seletivos. Em junho, as autoridades dos EUA prenderam e acusaram mais de duas dúzias de supostos líderes e membros do MS-13, incluindo um alegado chefe do gangue que enfrenta acusações de terrorismo.

Yuri CORTEZ / AFP

O governo de El Salvador mostrou na passada sexta-feira as “rígidas” condições de reclusão dos membros dos gangues nas prisões do país, isto no meio da polémica gerada por uma reportagem que denunciou benefícios concedidos pelo governo a criminosos dos gangues M-13 e Barrio 18 para reduzir a taxa de homicídios na nação latino-americana.

O número de homicídios violentos em El Salvador caiu 50% em apenas um ano, uma das vitórias que o Governo de Nayib Bukele reclama para si mas que será, alegadamente, fruto desses acordos com membros de gangues segundo a investigação jornalística.

As prisões de El Salvador estão entre as piores do mundo a nível de condições, salubridade e higiene.

Related posts
Eleitos

Tratados para cumprimento de penas nos países de origem

PortugalSociedade

Portugal entre países europeus com maior percentagem de presos libertados

Sociedade

Presidente de El Salvador decreta estado de emergência máxima em prisões

Assine nossa Newsletter