Museu de Auschwitz crítica utilizadores do TikTok que imitam vítimas do Holocausto - Plataforma Media

Museu de Auschwitz crítica utilizadores do TikTok que imitam vítimas do Holocausto

Uma onda entre usuários do TikTok em que as pessoas fingem ser vítimas do Holocausto foi classificada como “dolorosa e ofensiva” pelo Museu de Auschwitz, na Polónia. Os usuários compartilharam vídeos em que aparecem com hematomas falsos e vestindo roupas similares às que os judeus foram obrigados a usar pelos nazistas.

O museu, que fica no local do antigo campo de concentração nazista, afirmou que alguns dos vídeos do aplicativo estavam “além da fronteira da banalização da história”. Mas advertiu ser contra “difamar, envergonhar e atacar” aqueles que participaram da tendência. Essa moda tem sido fortemente criticada nas redes sociais como “desrespeitosa” e “perturbadora”.

Em um comunicado na internet, o museu afirmou o seguinte: “As histórias de pessoas que foram presas e assassinadas em Auschwitz são incrivelmente trágicas, dolorosas e emocionantes”. Acrescenta que alguns dos vídeos “não foram criados para homenagear, mas para se tornarem parte de uma tendência online”.

Leia mais em Folha de São Paulo

Este artigo está disponível em: English

Related posts
BrasilLifestyle

Anthony Barajas, astro do TikTok, morre após ser baleado em cinema nos EUA

LifestyleMundo

Vídeo com o “pior apartamento de Nova Iorque” ganha milhões de visualizações no ‘Tik Tok’

MundoSociedade

Auschwitz faz cerimónia virtual para marcar aniversário de libertação

Mundo

Itália bloqueia TikTok após morte de menina de 10 anos num desafio da rede social

Assine nossa Newsletter