Coreia do Sul volta atrás e aulas passam a ser outra vez on-line - Plataforma Media

Coreia do Sul volta atrás e aulas passam a ser outra vez on-line

A Coreia do Sul determinou nesta terça-feira (25) que todos os centros de ensino na região de Seul retomem as aulas on-line devido ao aumento de casos de coronavírus.

As autoridades anunciaram que as aulas das escolas de Seul e de Incheon, assim como as da província de Gyeonggi, próxima da capital, voltarão ao formato virtual a partir de quarta-feira e devem prosseguir assim até 11 de setembro.

“O surgimento preocupante desde agosto de um enorme número de contágios se traduz em infecções de nossos alunos e de funcionários, quase 200 pessoas nas últimas duas semanas”, afirmou a ministra da Educação, Yoo Eun-hae.

Apenas os alunos do Ensino Médio que deverão fazer as provas de acesso às universidades no início de dezembro poderão continuar com as aulas presenciais.

Até o início do mês, a Coreia do Sul conseguiu controlar a epidemia graças a uma estratégia de exames de diagnóstico em larga escala e rastreamento dos contatos das pessoas infectadas.

O país enfrenta nas últimas semanas, porém, uma aceleração da epidemia, após a detecção de vários focos de contaminação, a maioria relacionados com igrejas protestantes.

Nesta terça-feira, as autoridades anunciaram 280 novos casos de COVID-19, que elevaram o balanço nacional desde o início da epidemia em fevereiro a 17.945 infecções.

Este é o 12º dia consecutivo com um número de contágios superior a 100, depois de várias semanas com um balanço diário de entre 30 e 40 novos casos.

A maioria dos novos casos de coronavírus foi registrada na Grande Seul, região em que vive metade da população do país, de 51 milhões de habitantes.

Na semana passada, as autoridades anunciaram medidas mais restritivas em Seul e sua região. No domingo as normas foram ampliadas para todo o país.

O país fechou discotecas, museus e bares de karaoke. Também proibiu as concentrações religiosas e os eventos esportivos voltaram a acontecer sem a presença de torcedores.

Artigos relacionados
Cabo VerdeMacau

Políténico de Macau e Universidade de Cabo Verde assinam protocolo de cooperação

PolíticaSociedade

Governo timorense prevê construir até final de 2021 mais 1.500 salas de aula

MacauSociedade

Governo vai fundir três fundos na Educação

AngolaPolítica

Ministra da Educação reconhece precariedade das condições

Assine nossa Newsletter