Autoridades moçambicanas reforçam combate à especulação - Plataforma Media

Autoridades moçambicanas reforçam combate à especulação

A Inspeção Nacional de Atividades Económicas (INAE) de Moçambique apreendeu, entre os dias 10 e 14, um total de 1.025 sacos de cimento para construção, por especulação de preços, disse na sexta-feira à Lusa fonte da instituição.

“Eles [agentes económicos] praticam preços exorbitantes e essa tendência nota-se mais em Maputo [capital] e Matola [no sul do país], e são as que acabam influenciando as outras províncias”, disse o porta-voz do INAE, Tomás Timba.

A inspeção, que resultou também em multas para os agentes económicos envolvidos, foi feita a 1.676 estabelecimentos de todo o país, naquele período.

Tomás Timba avançou que se está a desenvolver uma ação na cidade de Maputo e em Matola, zonas onde se regista o maior número de casos de especulação de preços, visando combater esta prática.

“Queremos fazer uma limpeza aqui, para que esta influência negativa não chegue às outras províncias”, concluiu o porta-voz do INAE.

Related posts
Mundo

FMI quer preço mínimo do carbono e fim dos subsídios a combustíveis fósseis

EconomiaMacau

Índice de preços em Macau caem 15,16% no primeiro trimestre

BrasilEconomia

Preços da indústria fecham 2020 com alta de 19,40%, diz IBGE

EconomiaMundo

Quais são as cidades mais caras do mundo

Assine nossa Newsletter