Milhares de chineses em festa de música eletrónica em Wuhan sem respeitar regras - Plataforma Media

Milhares de chineses em festa de música eletrónica em Wuhan sem respeitar regras

Milhares de chineses participaram de uma grande festa de música eletrónica no fim de semana num parque aquático em Wuhan, cidade onde a Covid-19 surgiu no final de 2019

Os comentários críticos da participação de milhares de pessoas numa festa de música eletrónica sucederam-se esta segunda-feira nas redes sociais.

Depois de ser submetida a uma quarentena rigorosa de 76 dias entre janeiro e abril, sendo a primeira cidade da China em que essas medidas foram aplicadas devido ao novo coronavírus, a metrópole de Wuhan foi gradualmente retirando as restrições e voltou à normalidade.

No último fim de semana a rebeldia dos cidadãos de Wuhan atingiu um ponto máximo quando milhares decidiram ir a uma festa de música eletrónica. O Maya Beach Water Park ficou lotado e milhares de pessoas dançaram aglomeradas ao ritmo da música eletrónica, sem usar máscaras.

Muitos também tomaram banho nas piscinas do parque, sem manter a distância de segurança.

O parque aquático reabriu as portas em junho e tem capacidade limitada a 50%, segundo a imprensa local, mas reduziu o preço da entrada em 50% para mulheres.

As imagens da festa divulgadas pela AFP geraram críticas e revolta nas redes sociais, no momento em que a pandemia já infectou quase 22 milhões de pessoas no mundo e o número de mortos se aproxima de 800 mil. 

“É assim que vamos causar uma segunda ou terceira onda epidêmica! Que inteligente…”, criticou um utilizador do Twitter.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
PortugalSociedade

EUA voltam a colocar Portugal na lista de destinos a "evitar viajar"

MundoPolítica

Oposição em Myanmar denuncia vaga de Covid "fora de controlo" e pede ajuda urgente à ONU

MundoPolítica

OMS pede controlo de laboratórios na China em investigação sobre origem da pandemia

BrasilDesporto

Detetado foco de contágio de Covid no hotel dos atletas brasileiros no Japão

Assine nossa Newsletter