Bielorrússia liberta mais de mil detidos durante protestos - Plataforma Media

Bielorrússia liberta mais de mil detidos durante protestos

O ministro do Interior, Yuri Karaev, pediu desculpa pela violência policial contra pessoas que não participavam nos protestos.

As autoridades da Bielorrússia libertaram mais de mil pessoas que estavam detidas devido às manifestações contra a reeleição do Presidente do país, Alexander Lukashenko, anunciou hoje o presidente do Senado.

“Mais de mil pessoas foram libertadas com a obrigação de não participarem em manifestações não autorizadas”, disse Natalia Kotchanova, em declarações transmitidas através da televisão estatal, citadas pela agência France-Presse.

Já o ministro do Interior, Yuri Karaev, pediu desculpa pela violência policial contra pessoas que não participavam nos protestos.

Milhares de pessoas formaram hoje cordões humanos nas ruas de Minsk para denunciarem a repressão violenta das manifestações de contestação dos resultados das eleições de domingo, que mantiveram no poder o Presidente Lukashenko, noticiou a AFP.

No total, milhares de pessoas aderiram a este tipo de ação na capital, enquanto nas redes sociais se multiplicam as imagens de iniciativas semelhantes no país.

Há também relato de greves em empresas e fábricas no país.

Leia mais em TSF

Assine nossa Newsletter