Fotógrafo tenta desvendar o 'novo normal' na vida noturna de Cantão - Plataforma Media

Fotógrafo tenta desvendar o ‘novo normal’ na vida noturna de Cantão

Brasileiro testemunhou início da pandemia e registou retomada pós-confinamento, explorando vida noturna do país

Em dezembro de 2019, mal eram passados dois meses da chegada do fotógrafo brasileiro Diego Herculano a Cantão, na China, quando começaram a surgir notícias sobre um novo vírus semelhante ao Sars — que, no começo dos anos 2000, paralisou cidades e deixou quase 800 mortos no mundo e um legado de medo na população.

Os rumores iniciais acabaram se desdobrando em uma pandemia que, até este domingo (9), já havia feito mais de 720 mil vítimas pelo planeta.

A China, epicentro inicial do novo coronavírus, também foi um dos primeiros países a impor grandes restrições ao contato social, inclusive em metrópoles como Cantão.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter