Morreu o bispo do chapéu de palha que enfrentou os senhores da terra na Amazónia - Plataforma Media

Morreu o bispo do chapéu de palha que enfrentou os senhores da terra na Amazónia

Dom Pedro Casaldáliga, o bispo catalão que arriscou a vida na defesa dos indígenas da Amazónia, morreu aos 92 anos. Foi um dos líderes mais influentes da Igreja Católica no Brasil e na América Latina

Um dos líderes mais influentes da Igreja Católica no Brasil e na América Latina das últimas décadas, dom Pedro foi uma voz incansável contra o latifúndio e em favor da reforma agrária. De sua prelazia, participou, ao lado de outros bispos progressistas, da criação do Conselho Missionário Indigenista (Cimi) e da Comissão Pastoral da Terra (CPT).

Seu velório acontecerá em três locais. Em Batatais, São Paulo, neste sábado, a partir das 15h, na capela do Claretiano. Em Ribeirão Cascalheira (MT), onde o corpo será velado no Santuário dos Mártires, a partir de 10 de agosto. E em São Félix do Araguaia (MT), sua cidade adotiva, onde o velório será no Centro Comunitário Tia Irene e onde o corpo será sepultado.

A missa de exéquias será celebrada em 9 de agosto, às 15h, em Batatais, e será transmitida pela internet. Dom Pedro Casaldáliga morreu devido a uma infecção respiratória que evoluiu para embolia pulmonar. O teste para Covid-19 deu negativo. Ele estava internado há mais de uma semana e foi levado para Batatais na terça-feira (4).

A sua trajetória no Brasil começou em 1968, quando a busca para servir os mais pobres e injustiçados o levou a trocar a Espanha franquista por São Félix do Araguaia, então um povoado de 600 habitantes no interior de Mato Grosso.

A viagem por terra desde o interior de São Paulo durou uma semana. Logo no primeiro dia, o missionário claretiano encontrou quatro corpos de bebês mortos, acomodados em caixas de sapato diante de sua casa para que fossem enterrados.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Artigos relacionados
BrasilSociedade

'Chuva negra’, o fenómeno que pode atingir São Paulo este fim de semana

BrasilPolítica

Avião de Bolsonaro falha aterragem devido a fumo de queimadas no Pantanal

BrasilSociedade

Agronegócio mundial propõe medidas contra desflorestação na Amazónia

BrasilPolítica

Incêndios aumentam mas governo brasileiro corta orçamentos de institutos ambientais

Assine nossa Newsletter

Vale a pena ler...
O incansável combate aos incêndios no Pantanal, santuário da biodiversidade