Silo chinês de cereais em Timor-Leste pronto até ao final do ano - Plataforma Media

Silo chinês de cereais em Timor-Leste pronto até ao final do ano

A construção de um silo e unidade de processamento de cereais financiados pela China em Timor-Leste deverá estar concluída até ao final do ano, avançou a Embaixada chinesa em Díli

Num comunicado divulgado na segunda-feira, a embaixada revela que o empreiteiro, a empresa estatal chinesa Shanghai Construction Group Co Ltd, já completou 70% das obras, que arrancaram em junho de 2019.

O embaixador chinês em Timor-Leste, Xiao Jianguo, e vários oficiais do Governo timorense visitaram na sexta-feira os estaleiros do silo e da unidade de processamento de cereais, situados na região de Baucau, no nordeste do país.

Segundo o comunicado, o ministro timorense do Turismo, Comércio e Indústria, José Lucas da Silva, disse que o projeto vai ajudar a reduzir a dependência de Timor-Leste dos cereais importados e encorajar a criação de pequenas e médias empresas no setor alimentar.

Mais de 80 por cento da população timorense vive da agricultura e o desenvolvimento agrícola tem sempre sido uma prioridade para o país, disse o ministro coordenador dos Assuntos Económicos, Joaquim Amaral.

De acordo com a embaixada, o ministro agradeceu ainda o apoio da China no combate à pandemia da covid-19.

Xiao Jianguo garantiu que a China continua disponível para reforçar a cooperação com Timor-Leste nas áreas da agricultura e infraestruturas, refere o comunicado.

Este foi o primeiro silo de cereais a ser financiado pela China no estrangeiro, sublinhou o diplomata em janeiro de 2019, na cerimónia de arranque das obras.

Assine nossa Newsletter