Líder de seita sul-coreana detido por minar combate à pandemia - Plataforma Media

Líder de seita sul-coreana detido por minar combate à pandemia

O líder da seita Igreja Shincheonji de Jesus, no centro do surto do novo coronavírus na Coreia do Sul em Fevereiro, foi detido este sábado por suspeita de obstruir a política do Governo de combate à covid-19.

Lee Man-hee, de 88 anos, foi detido após a emissão de um mandado pelo Tribunal Distrital de Suwon, acusado de fornecer às autoridades de saúde registos imprecisos das reuniões na igreja e listas falsas de membros.

O religioso é responsável por “tentativas sistemáticas de destruir evidências”, de acordo com uma autoridade judicial citada pela agência de notícias Yonhap.

As pessoas ligadas à igreja compunham mais da metade dos mais de quatro mil casos registados na Coreia do Sul em fevereiro.

A 19 de julho, os membros da seita representavam 38% das pessoas infetadas, segundo as autoridades de saúde. A Igreja de Shincheonji de Jesus alegou que os seus membros corriam o risco de sofrer estigma social e discriminação e dissuadiu alguns de responderem a pedidos oficiais.

Lee também é acusado de desviar 4,69 milhões de dólares (quatro milhões de euros) de fundos da Igreja e realizar eventos religiosos em estabelecimentos públicos sem a respetiva aprovação.

A Coreia do Sul é frequentemente reconhecida como modelo na gestão da crise da saúde, com o seu programa “triagem, testes e tratamento”.

Trinta e um novos casos foram registados no sábado, elevando o total para 14.336, num país de 52 milhões de pessoas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 673 mil mortos e infetou mais de 17,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Artigos relacionados
MundoSociedade

Número de mortes por Covid-19 em África ultrapassa as 22.500

MundoSociedade

Inundações e deslizamentos de terra na Coreia do Sul matam dezenas de pessoas

MundoSociedade

"Vi partes de corpos jogadas nas ruas", conta vítima da explosão de Beirute

MundoSociedade

Carro bomba explodiu na base do Exército da Somália e junto ao Estádio Nacional

Assine nossa Newsletter