Ex-secretário de Estado da Energia constituído arguido no 'Caso EDP' - Plataforma Media

Ex-secretário de Estado da Energia constituído arguido no ‘Caso EDP’

Sob Artur Trindade – que integrou o Governo de Passos Coelho entre 2012 e 2015 – recaem suspeitas de corrupção passiva relacionadas com a contratação do seu pai pela EDP como troca de favores.

O antigo secretário de Estado da Energia, Artur Trindade, revelou esta quarta-feira ter sido constituído arguido no âmbito do processo EDP, à saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) de Lisboa.

Questionado pelos jornalistas à saída do TCIC sobre se tinha sido constituído arguido, Artur Trindade confirmou que sim, esclarecendo que a sua ida ao tribunal se prendeu com diligências e consultas do processo, tendo também dito que prestará declarações no inquérito “mais tarde”. De acordo com declarações aos jornalistas e transmitidas pela SIC, o seu advogado de defesa, José António Barreiros, disse aos jornalistas que o seu constituinte “vai responder às perguntas” que lhe forem feitas em sede de inquérito, classificando o processo como “extenso e longo”.

Sob Artur Trindade recaem suspeitas de corrupção passiva relacionadas com a contratação do seu pai pela EDP como troca de favores, situação que terá levado já à constituição da EDP como arguida no processo.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
EconomiaPortugal

EDP vai investir 6,3 mil milhões de euros em Portugal até 2025

Rumo a um futuro energético (tendencialmente) 100% renovável - LNEG coordena projeto Europeu na área dos mercados de Energia

Eleitos

Um problema congelado

PolíticaPortugal

PSD não consegue justificar 600 mil euros para empresa de diretor da campanha de Passos

Assine nossa Newsletter