China promete retaliação se EUA impuserem sanções em Hong Kong - Plataforma Media

China promete retaliação se EUA impuserem sanções em Hong Kong

O governo central da China e o governo da Região Administrativa Especial de Hong Kong (RAEHK), sem dúvida, retaliarão se os Estados Unidos impuserem sanções, prometeu nesta quarta-feira Zhang Xiaoming, vice-diretor do Departamento dos Assuntos do Conselho de Estado de Hong Kong e Macau.

Algumas pessoas nos Estados Unidos ultrapassaram os limites ao se envolverem numa nova ronda de bullying, disse Zhang numa conferência de imprensa.

O status económico especial da RAEHK, incluindo a sua posição como centro financeiro global, foi conquistado por décadas de trabalho árduo por gerações de pessoas em Hong Kong, lembrou Zhang, enfatizando que esse status é reconhecido pelo mundo e também é sustentado pela Lei Básica da RAEHK.

A prosperidade e estabilidade a longo prazo de Hong Kong dependem das vantagens comparativas no ambiente de negócios, do sistema financeiro, do ímpeto do desenvolvimento económico da parte continental e apoio das autoridades centrais, apontou Zhang.

“Estamos totalmente confiantes no futuro de Hong Kong”, enfatizou.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Política

EUA anunciam mais assistência militar à Ucrânia

EconomiaMundo

EUA: Fed preparada para acelerar subida de taxas de juro

MundoPolítica

Biden: há um "sinal claro" de que a Rússia irá usar armas biológicas na Ucrânia

EconomiaMundo

Metade dos gastos do Pentágono desde 2001 foi para empresas da área da Defesa

Assine nossa Newsletter