Covid-19 não se transmite pelos alimentos – Veja o PDF - Plataforma Media

Covid-19 não se transmite pelos alimentos – Veja o PDF

PDF: Versão Integral do PLATAFORMA às sextas-feiras nas bancas em Macau

A segurança alimentar é essencial para a confiança dos consumidores e o bem-estar das populações. Depois de casos de contaminação que aconteceram recentemente em Pequim, atribuídos numa fase inicial ao consumo de alimentos, geraram-se algumas dúvidas e a questão voltou à atualidade. Do lado das próprias autoridades chinesas chegou um desmentido. O Plataforma falou com um dos principais especialistas portugueses em nutricionismo, o professor Nuno Borges, da Universidade do Porto, que negou essa hipóteses e afastou os receios que ainda possam existir. “Neste caso concreto, até ao momento, não há um único caso documentado de transmissão por via alimentar”. E a pandemia global já infetou mais de 9,5 milhões de pessoas até 26 de junho.

Manchete: Vírus não está nos alimentos

Outros destaques nesta edição:

Paulo Rego – A histeria das fronteiras voltou, com Pequim a assumir ambições expansionistas. Os exemplos decorrem dos casos recentes ligados à disputa com o Japão, no caso das ilhas Diaoyou, e a tensão na fronteira entre a China e a Índia.
Editorial: Nós que nos atam

Ana Sofia Fonseca – fala das memórias construídas há 10 anos durante uma passagem por Cabo Delgado, província no norte de Moçambique atualmente alvos de constantes ataques armados contra a população.
Crónica: O grito de Cabo Delgado

China ganha dianteira na descoberta de uma vacina contra a Covid-19. Autoridades anunciam a entrada na fase 3 de desenvolvimento, que passa por testes em massa junto da população.
Vacina: China avança para ensaios clínicos em grande escala

Nelson Olim, especialista em medicina de catástrofe e que tem colaborado com a Organização Mundial de Saúde defende, enquanto médico, que o combate à pandemia vai ter de passar pela chamada imunidade de grupo.
Covid-19: População tem de ser infetada, defende especialista

Associações de Macau insistem na salvaguarda do património local e nos cuidados necessários no futuro para assegurar um equilíbrio entre desenvolvimento e conservação cultural.
Património: Futuro exige medidas progressistas

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter