Bispo de Pemba alerta: "Vivemos a fugir sem saber para onde" - Plataforma Media

Bispo de Pemba alerta: “Vivemos a fugir sem saber para onde”

“Temos sofrido há três anos sem saber porque estamos sendo atacados. Há três anos tudo mudou em nossa vida. Choramos de dor e tristeza. Vivemos fugindo sem saber para onde”, alerta o Bispo de Pemba, em Moçambique, Dom Luiz Fernando Lisboa, para descrever a situação vivida pela população de Cabo Delgado, perante oos ataques terroristas de que a região tem sido alvo.

Segundo Dom Fernando contou ao Notícias do Vaticano, o Governo tem agido através da presença de militares na área, mas o grupo de agressores tem registado um aumento de efetivos. “Os atacantes renderam em vários lugares as forças de defesa, roubaram armas, carros, alimentos e fardamento. Eles agem usando o fardamento do Exército e isso confunde muito a população. A população não sabe em quem confiar. O povo foge para o mato. A Igreja tenta apoiar as pessoas de alguma forma com alimentos, medicamentos, roupas e reconstrução de casas. A Igreja tem estado presente todo esse tempo, buscando ser um testemunho de esperança junto da população.”

Oiça o relato detalhado do Bispo de Pemba

As palavras de Dom Luiz Fernando Lisboa já se fizeram ouvir e são inúmeras as palavras de solidariedade que lhe chegam. Entre elas está uma missiva enviada pelo presidente do Regional Sul 1 da CNBB, dom Pedro Luiz Stringhini, bispo de Mogi das Cruzes, Estado de São Paulo.

“Querido Dom Luiz Fernando Lisboa!

Queridos missionários e missionárias da Diocese de Pemba!

A situação da Região de Cabo Delgado, narrada no documentário da Pastoral Comunicação da Diocese de Pemba (Igreja irmã do Regional Sul 1), muito nos entristece e nos faz sentir cada vez mais impotentes.

Vamos divulgá-lo para que um número sempre maior de irmãos e irmãs se unam em oração e solidariedade.

A vida, dom sagrado de Deus e, por isso mesmo, na ótica da fé pascal dos cristãos, revestida sempre de alegria, beleza e esperança, encontra-se tão ameaçada nos dias atuais, seja pelas doenças, seja por essa violência avassaladora.

Dessa forma, Dom Luiz Fernando e demais irmãos, estejam certos da nossa profunda solidariedade e comunhão com a Diocese de Pemba e seu sofrido povo.

Continuamos acreditando que a esperança não decepciona. Contem com nossa oração e nossa afeição.

Fraternalmente,

Dom Pedro Luiz Stringhini”

O Bispo de Pemba divulgou, ainda, um video, onde assinala a situação dramática que se vive na província nos últimos meses.

Acompanhe a situação em Cabo Delgado

Cabo Delgado: Al Qaeda, “piratas em terra” e militares corruptos

As dez perguntas e respostas sobre os ataques em Cabo Delgado

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MoçambiqueSociedade

Comissão parlamentar ouviu testemunhos de “atos macabros” em Cabo Delgado

MoçambiquePolítica

Cabo Delgado: Governo admite importância geoestratégica dos hidrocarbonetos no conflito

MoçambiqueSociedade

Polícia proíbe imagens dos deslocados que desembarcam em Pemba

MoçambiqueSociedade

Abate de 270 terroristas em Cabo Delgado liderado por homem de 80 anos

Assine nossa Newsletter