Bahia, locomotiva do desenvolvimento - Plataforma Media

Bahia, locomotiva do desenvolvimento

O mundo sofre os impactos de uma crise sanitária sem precedentes: a pandemia da Covid-19. A Bahia, evidente, não está imune aos danos, sobretudo na economia. Mas o Governo do Estado tem dedicado esforços estratégicos para vencer o grave problema de saúde pública, de forma exemplar. Na economia, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a qual recebi a honrosa missão do governador Rui Costa em conduzi-la, se prepara para a retomada do desenvolvimento pós-pandemia.

Essa preparação envolve um comitê estratégico e interdisciplinar, criado para elaborar o plano de ação. E com todo potencial que o estado possui, não será difícil vencer a crise econômica. Cito alguns exemplos estruturantes que serão decisivos para esse crescimento tão logo o coronavírus seja superado.

Vinda de Portugal, a Euroeste, no município de Barra, região do Médio São Francisco baiano, está implantando, em uma área de 7 mil hectares, um empreendimento que viabilizará o desenvolvimento integrado e sustentável da cadeia de suínos. O objetivo é cuidar de toda segurança alimentar, plantio, chegando até o frigorífico de abate.

Com uma sólida política de incentivos fiscais e ambiente de negócios favorável, a Bahia é líder nacional na produção de energias renováveis. O estado é responsável pela geração de 37,3% por fonte eólica e 31% por fonte solar fotovoltaica no Brasil. São 170 parques de energia do vento e 29 do sol, em operação, e outros 123 em processo de construção, o que resultará em R$ 14,7 bilhões em novos investimentos e mais 54,5 mil empregos.

Nas PPP (Parcerias Público-Privado), temos obras de grande importância já licitadas, como o VLT do Subúrbio e a Ponte Salvador-Ilha de Itaparica, ambos empreendimentos serão conduzidos por empresas chinesas e contribuirão para uma melhor mobilidade da capital e de todo o interior, propiciando também o desenvolvimento de uma diversificada cadeia produtiva e elevando a arrecadação fiscal do Estado. Tem ainda a ponte Ilhéus-Pontal, já em fase de finalização, e a ponte Barra-Xique Xique, que inicia com a requalificação de 550 km de rodovia da BA 052 saindo de Feira de Santana até Xique-xique, que propiciarão o escoamento da produção baiana – agrícola, pecuária e mineral. 

A Bahia também é líder nacional na produção de 11 bens minerais e conta com outra grande obra em andamento: a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), que já tem 70% da primeira fase concluída e agora a Valec, empresa responsável pela obra, fechou parceria com o Exército Brasileiro para continuidade do traçado. Alinhada à construção do Porto Sul, a Fiol deverá render R$ 500 milhões em arrecadação de Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM), por ano, para a Bahia. Os municípios por onde passa a produção dos bens minerais são beneficiados com 15% desta arrecadação.

Voltando ao Médio São Francisco, a SDE está atraindo investidores para o Polo Bioenergético e Sucroalcooleiro, que vai implantar 10 usinas de açúcar, etanol e energia de biomassa, e gerar cerca de 50 mil postos de trabalho. Já há uma usina em implantação, do Grupo Paranhos, e outras três em processo para assinatura de protocolo de intenções.

Para se ter uma ideia, mesmo em meio à pandemia, este ano a SDE já assinou 23 protocolos de intenções com empresas que querem se instalar ou ampliar suas atividades na Bahia. Juntas, aportarão R$ 1,6 bilhão e podem gerar até 1,4 mil novas vagas de emprego.

Se o  Brasil fosse um trem, a Bahia estaria ensaiando deixar de ser vagão e se tornar locomotiva. Esta é a nossa meta. O estado era o 24.º vagão, passou para 14.º e, eu sempre digo, São Paulo que se segure, pois estamos trabalhando para passá-lo. A Bahia vai se tornar um farol de desenvolvimento para todo o país.

*Vice-governador e Secretário de Desenvolvimento Económico da Bahia, no Brasil

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Economia

"Pontapé de saída para recuperação está dado"

EconomiaPolítica

Eurogrupo alivia pressão sobre Leão. Apoios não devem ser retirados de forma prematura

MundoPortugal

Três comissários europeus em quarentena depois de contacto com João Leão

PolíticaPortugal

Ministro das Finanças testa positivo à Covid-19

Assine nossa Newsletter