Peregrinação do 13 de Maio em Macau com transmissão 'online' e sem público - Plataforma Media

Peregrinação do 13 de Maio em Macau com transmissão ‘online’ e sem público

A peregrinação católica do 13 de Maio em Macau vai ser transmitida ‘online’ e sem público devido à pandemia da Covid-19, anunciou hoje a diocese do território no seu jornal.

A habitual peregrinação até à Ermida da Penha, onde depois se realiza a reza do terço, vai ser realizada de carro.

A “Adoração do Santíssimo e Consagração a Nossa Senhora de Fátima”, na Ermida da Penha, seguida da bênção a toda a população de Macau, pelo bispo, também não vai ser aberta ao público, estando igualmente prevista a transmissão “online” pela diocese.

Apenas na missa agendada para a tarde na Igreja de São Domingos será permitida a presença de fiéis.

Para a Igreja Católica, no 13 de Maio assinala-se a primeira aparição da Virgem Maria aos três pastorinhos de Fátima em 1917.

Em Macau, a celebração do 13 de maio decorre ao longo de mais de uma semana, marcada por missas em português e em chinês e uma peregrinação.

No ano passado, as celebrações do 13 de Maio em Macau atraíram milhares de católicos provenientes de Hong Kong, China continental, Malásia, Filipinas e Singapura, que se juntaram às comunidades chinesa e portuguesa que residem no território.

Em Portugal, as celebrações da Peregrinação Internacional Aniversária de maio, nos dias 12 e 13, vão contar apenas com a presença das pessoas nelas diretamente envolvidas, afirmou o reitor do Santuário de Fátima, Carlos Cabecinhas.

Em declarações à agência Lusa, Carlos Cabecinhas explicou que “só estarão presentes as pessoas necessárias e diretamente implicadas nas celebrações” para se “evitar qualquer tipo de aglomeração de pessoas ou ajuntamentos”.

Macau está há 30 dias sem registar novos casos. Dos 45 casos registados desde o início da pandemia, 40 foram dados como recuperados.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou cerca de 267 mil mortos e infetou mais de 3,8 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Cerca de 1,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Related posts
MacauMundo

São ou não as vacinas perigosas a longo prazo?

MundoSociedade

Centro Europeu de Controlo de Doenças aceita vacinação em crianças

MundoSociedade

Especialistas recomendam autorização de pílula anticovid da Merck

MoçambiquePortugal

Embaixada de Portugal em Maputo anuncia voos de apoio ao regresso

Assine nossa Newsletter