Fome extrema vai atingir 10 milhões a 35 milhões de pessoas na CPLP - Plataforma Media

Fome extrema vai atingir 10 milhões a 35 milhões de pessoas na CPLP

Entre 10 milhões e 35 milhões de cidadãos da CPLP deverão ser afetados pela fome extrema devido à covid-19, mas estes países ainda dispõem de alguns instrumentos para minimizar os impactos da pandemia, segundo o último chefe da FAO em Lisboa.

Em entrevista à agência Lusa, Francisco Sarmento, que até dezembro chefiou o escritório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) em Portugal, antes de este deixar de estar em funcionamento, referiu alguns dos cenários possíveis para o impacto da pandemia na alimentação na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), exceto Portugal.

A concretização destes cenários dependerá da duração e intensidade da pandemia, bem como das respostas que os Estados derem para minimizar o impacto, mas deverão começar a sentir-se dentro de poucos meses.

Francisco Sarmento tem uma certeza: “Quem já estava vulnerável, vai ficar mais vulnerável e os fortalecidos vão ficar mais fortalecidos”.

“Os impactos da covid-19 não se vão distribuir de uma forma igual em territórios que já estavam numa situação de desigualdade à partida”, disse.

E recordou os progressos que os países da CPLP realizaram até 2014, conseguindo reduzir o número de “pessoas afetadas direta ou indiretamente pelo fantasma da fome”, o que se deveu a uma estabilidade político-militar que permitiu o desenvolvimento de programas públicos.

Angola registou o progresso mais expressivo, reduzindo de 55% para 23% a abrangência do impacto da fome na sua população.

Lusa – Portugal

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Mais 291 mortes e 10765 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

PolíticaPortugal

Marcelo diz que estado de emergência será "prolongamento" do que está em vigor

MundoSociedade

Coreia do Sul pretende alcançar “imunidade de grupo” em Novembro

CulturaLusofonia

Associação de Macau desafia comunidades lusófonas a retratarem pandemia

Assine nossa Newsletter