Andaram 370 km com um caixão vazio para furar a quarentena - Plataforma Media

Andaram 370 km com um caixão vazio para furar a quarentena

O grupo de quatro viajantes saiu da capital do Quénia, Nairobi, na direção oeste do país. Viajaram 370 quilómetros com um caixão vazio no carro: se a polícia os mandasse parar, diriam que iam enterrar aquele membro da família. Conseguiram passar por vários postos de controlo até chegarem ao de Homa Bay County, cujos agentes suspeitaram de algo e mandaram abrir o caixão, conta a BBC.

O ministro da Saúde do Quénia, Mutahi Kagwe, confirmou o caso com estes detalhes à televisão britânica.

Depois de intercetados e identificados pela polícia, o condutor foi submetido ao teste da Covid-19 e o resultado foi positivo. Por causa disso, os outros três ocupantes do carro foram submetidos a quarentena obrigatória.

Segundo o ministro da Saúde queniano, as autoridades do país estão a investigar vários esquemas usados para tornear as restrições à circulação, incluindo possíveis subornos à polícia em postos de controlo.

Related posts
MacauSociedade

Quarentenas podem ser revistas após controlo do actual surto

ChinaEconomia

Redução de quarentenas na China é bom sinal para Macau, dizem analistas

MacauSociedade

Recolha de amostras ajustada para facilitar saída no 10º dia de quarentena

ChinaMacau

CE de Macau volta a falar na possibilidade de quarentenas de 7 dias

Assine nossa Newsletter